Se possuir um problema de jogo e pretender ajuda, ou se conhecer alguém nestas circunstâncias, contacte 1-800 GAMBLER

Basquetebol - NBA: Warriors procuram o empate

05 junho 2022 09:47:55 EST

O Chase Center em São Francisco será palco da segunda batalha pelo título da NBA entre os Golden State Warriors e os Boston Celtics.

De um lado os Boston Celtics procuram a segunda vitória no terreno do adversário, e do outro lado, os Golden State Warriors não se podem dar ao luxo de perder de novo e alargar a desvantagem na série para a qual são favoritos.

O quê: Boston Celtics vs. Golden State Warriors, Jogo 2 das Finais da NBA
Onde: Chase Center, São Francisco
Quando: 01h00 da manhã, segunda-feira 6 de Junho, 2022

A partida está marcada para a próxima madrugada e até agora, o factor casa tinha sido favorável, no entanto, a vitória dos Celtics na quinta feira passada mostrou que isso nem sempre se traduz em vantagem.

Verifique as eliminatórias ultrapassados pelos Celtics e pelos Warriors nos playoffs para chegarem a esta final que como sempre a final será à melhor de sete partidas:

- Boston Celtics vs. Brooklyn Nets (4-2)
- Boston Celtics vs. Milwaukee Bucks (4-3)
- Miami Heat vs. Boston Celtics (3-4)

- Golden State Warriors vs. Denver Nuggets (4-1)
- Memphis Grizzlies vs. Golden State Warriors (2-4)
- Golden State Warriors vs. Dallas Mavericks (4-1)

Os Celtics, que tentam regressar ao topo após mais de uma década de longe dos títulos, lideram agora a série por 1-0 e têm 10.00 odds de conquistar o anel do campeonato, enquanto a equipa de São Francisco tem 1.05 odds de dar a volta à série e se sagrar campeã pela quarta vez em oito anos.

Várias dúvidas para a equipa da casa

Numa altura em que queriam estar na sua máxima fprça, a verdade é que os Golden State estão a mãos com várias baixas. Para além de James Wiseman, que ainda está a recuperar de uma lesão no joelho direito, existem também dúvidas sobre Andre Iguodala (lesão cervical), Gary Payton II (fractura no cotovelo esquerdo) e Otto Porter Jr (dor no pé esquerdo).

No boletim clínico dos Celtics não há baixas confirmadas e apenas o extremo-poste Robert Williams, que tem problemas com o seu joelho esquerdo, está em dúvida.

Um rival feito à medida

Os Golden State Warriors chegam como claros favoritos, e talvez por isso seja ainda mais digno de destaque o facto dos Celtics terem ganho sete dos oito confrontos directos recentes entre as duas equipas.

As duas partidas desta época são mais equilibradas, com uma vitória para cada, curiosamente ambas no terreno do adversário.

A equipa de Boston ganhou por um convincente 88-110 em Março passado, para assim “vingar” a derrota de 111-107 no TD Garden, em Dezembro.

Um dos factos mais curiosos sobre estas finais da NBA é que celebram o 75º aniversário da maior liga de basquetebol do planeta, mas fazem-no com as duas únicas equipas originais na disputa pelo anel. E não podemos ignorar o facto de que opõem a melhor defesa da época contra o melhor ataque.

Finalmente, vale a pena notar que este título será especial para qualquer uma das equipas em disputa e terá peso histórico.

Por um lado os Celtics podem tornar-se a equipa mais condecorada da história. Se vencerem esta final, ultrapassam novamente os Los Angeles Lakers e recuperam a liderança da tabela de todos os tempos com 18 anéis.

Por outro lado os Warriors podem ultrapassar o palmarés dos Chicago Bulls e tornar-se a terceira equipa mais condecorada com um total de sete troféus.

Curry defende a sua equipa

A estrela dos Warriors, Stephen Curry, que marcou 34 pontos no jogo da passada quinta-feira, mostrou-se cauteloso, mas confiante nas hipóteses da sua equipa, apesar de terem começado a série em desvantagem, algo que não tinha acontecido em nenhum dos playoffs anteriores, onde só tinham perdido quatro jogos no percurso até esta final.

"Acredito em quem somos e como podemos lidar com a adversidade. Demos resposta durante toda a época e também durante os playoffs quando fomos derrotados", disse o base norte-americano. Para o tri-campeão da NBA, a balança pendeu para o adversário devido à precisão dos jogadores de Boston no último quarto da partida onde "parecia que não iam falhar até ao fim do período".

Brown elogia Horford

Após a vitória no primeiro jogo, uma das estrelas dos Celtics, Jaylen Brown, não poupou elogios ao colega Al Horford e mostrou-se esperançoso de que haja ainda mais para vir do veterano.

O centro de 36 anos liderou a equipa de Boston com 26 pontos, e foi determinante no quarto período da partida, marcando 11 pontos e ajudando os Celtics a ganharem o jogo que lhes dá vantagem na série.

Apesar desta ser a sua 15ª temporada na NBA, é a primeira vez que Horford participa numa Final Series.

"Fenomenal", disse Brown sobre o desempenho de Horford no Jogo 1, como relatado pelo USA Today. "É disso que precisamos. Queremos que essa liderança veterana nos leve até lá. Ele fez o seu primeiro jogo das finais e jogou maravilhosamente. Levou-nos à vitória".

Ver Apostas de Basquetebol